Micron e Qualcomm investem mais de 43.000 milhões nos EUA

Está previsto exatamente para hoje que o Presidente norte-americano, Joe Biden, assine a lei, que já recebeu a aprovação do Senado e da Câmara dos Representantes e que subsidia com 52.700 milhões de dólares (51.700 milhões de euros) a produção de semicondutores e fortalece as cadeias de abastecimento para melhorar a produção dos Estados Unidos face à concorrência da China. Em comunicado, a Casa Branca revelou que, graças ao “estímulo” desta lei, a Micron irá investir 40.000 milhões de dólares (39.