Inversão de curva de juros dos EUA pode aumentar, diz BofA

A curva de juros dos títulos do Tesouro dos EUA poderia mostrar a maior inversão desde a década de 1980, caso estimativas do Bank of America (BofA) sobre o impacto da política do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) se confirmarem. ‘A extensão da inversão dependerá da taxa terminal, que provavelmente será em função da inflação’, disse em relatório Meghan Swiber, diretora de estratégia de juros dos EUA no BofA. O rendimento dos Treasuries de dois anos ficou 48 pontos-base acima da taxa de 10 anos nesta quarta-feira, depois de encostar no marco de 50 pontos-base, visto pela última vez em agosto de 2000.